Home Comunità Cristiane di Base Appello per il Brasile di Cdbeuropee

Appello per il Brasile di Cdbeuropee


|
APPELLO PER IL BRASILE

Consapevoli che i poveri sono i primi e principali destinatari del messaggio evangelico, che è messaggio di sorellanza e fratellanza universali e perciò di liberazione dei poveri e degli oppressi, convinti inoltre che, come recita la Dichiarazione Universale dei Diritti Umani “Tutti gli esseri umani nascono liberi ed eguali in dignità e diritti”, noi come cristiani/e e come cittadini/e europei/e non possiamo esimerci dall’esprimere la nostra grande preoccupazione e la più ferma condanna per quanto sta accadendo in Brasile.

Portata avanti in nome, per conto e nell’interesse dei ricchi – che non vogliono rinunciare ai propri privilegi e non accettano di ridurre il loro potere di dominio – è in atto una strenua lotta contro i poveri e quanti hanno provato a mutare le condizioni di ingiustizia che gravano sul paese.

E’ una lotta condotta senza esclusione di colpi, calpestando i diritti umani, propalando notizie false, costruendo artificiose accuse basate sull’alterazione dei fatti e sulle menzogne, ricorrendo ad ogni mezzo per tentare di discreditare chi è schierato in difesa dei poveri.

Si tratta del ripetersi di una inveterata e collaudata tecnica cui il “potere” ricorse anche contro Gesù di Nazareth che poté essere messo a morte, proprio perché era stato discreditato agli occhi delle masse.

Noi speriamo che questa volta in Brasile questo perfido gioco non riesca e facciamo perciò appello a tutte le forze progressiste affinché facciano fronte comune contro questo rischio e alle elettrici e agli elettori brasiliani perché non si lascino ingannare dalla campagna di menzogne e non soggiacciano alle intimidazioni.

E’ appena venuto alla luce lo scorso 18 ottobre che la campagna elettorale di Bolsonaro ha ricevuto un cospicuo sostegno finanziario da ambienti statunitensi in maniera illegale, tanto che è stata avanzata la richiesta di annullare le elezioni che lo hanno visto prevalere su Fernando Haddad.

Anche se vi sono i presupposi giuridici, tale richiesta ha scarsissime probabilità di venire accolta dal Tribunale Superiore Elettorale, fermamente controllato dagli avversari di Lula e del suo partito

E’ chiaro comunque che il ribaltamento delle previsioni nel giro di un solo mese si spiega oltre che con la campagna di menzogne e le tante violazioni della legislazione brasiliana anche con l’interferenza straniera.

Ancora ai primi di settembre Lula, benché incarcerato era al primo posto nei sondaggi e vedeva crescere il suo consenso; invece il 7 ottobre Bolsonaro ha staccato di venti punti Fernando Haddad che corre alla elezione per il Partito dei Lavoratori in sostituzione di Lula impedito a parteciparvi essendo stato dichiarato ineleggibile dal Tribunale Superiore Elettorale a causa della sua proditoria incarcerazione.

La situazione è dunque critica e gravissima. Noi ne siamo fortemente preoccupati non soltanto per la doverosa solidarietà nei confronti del Popolo Brasiliano, ma anche perché quando in un Paese si viola così platealmente la legalità è in tutto il mondo che si indebolisce la forza del diritto.

E’ per questo che chiediamo ai Governi dei nostri Paesi di fare ogni sforzo per le vie diplomatiche e nelle sedi appropriate perché in Brasile si ripristini il rispetto delle Leggi.

Le Comunità Cristiane di Base europee

*******************************

APELO PARA O BRASIL

Estamos conscientes que os pobres são os primeiros e principais destinatários da mensagem evangélica que é uma mensagem de irmandade e fraternidade universal e por isso também de libertação dos pobres e dois oprimidos. Estamos também convencidos que como diz a Declaração Universal dos Direitos Humanos todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e direitos.

Como cristãos e também como cidadãos europeus nãos podemos nos omitir em exprimir a nossa grande preocupação e a mais terrível condenação que está vitimando o Brasil.

O que acontece neste momento no Brasil é uma luta extrema contra os pobres e todos aqueles que puderam experimentar uma mudança às condições de injustiça que caracterizam o pais. Essa luta é levada adiante pelos interesses dos mais ricos que não querem renunciar aos próprios privilégios e não aceitam reduzir o seu poder de dominação.

É uma luta conduzida sem limites atropelando todos os direitos humanos , propagando notícias falsas, construindo acusações difamatórias, baseadas sobre a alteração dos fatos e sobre a mentira, recorrendo a qualquer meio para tentar desacreditar aquele que se coloca em defesa dos pobres. Essa é uma técnica comprovada que se repete na história, o seu poder já foi usado também contra Jesus de Nazareth que foi condenado à morte porque foi desacreditado aos olhos das massas.

Nós esperamos que, desta vez, no Brasil, este jogo desleal e perverso não consiga funcionar e por isso fazemos um apelo a todas as forcas progressistas com o objetivo de enfrentar conjuntamente esse risco e fazemos um apelo aos eleitores e eleitoras para que não permitam se deixar enganar por uma campanha mentirosa e não se submetam a nenhuma intimidação.

Veio a público no último 18 de outubro que a campanha eleitoral de Bolsonaro recebeu considerável apoio financeiro dos Estados Unidos de maneira ilegal, tanto que avançou a possibilidade de impugnar a candidatura de Bolsonaro nas eleições e anular estas eleições nas quais Bolsonaro prevalece sobre o candidato Fernando Haddad. Apesar de que existem os pressupostos jurídicos , essa ação tem pouquíssimas probabilidades de ser aceita pelo Tribunal Superior Eleitoral que parece estar controlado dos adversários do ex Presidente Lula e do seu partido , o Partido dos Trabalhadores.

Também fica claro que inversão das previsões eleitorais no período de um mês pode explicar-se em função da campanha de mentiras , por causa da violação da legislação brasileira e também pela interferência estrangeira.

Ainda no dia 1 de setembro Lula embora na prisão , estava em primeiro lugar nas pesquisas e via crescer o seu consenso; entretanto no dia 7 de outubro Bolsonaro se separou por 20 pontos de Fernando Haddad que estava na corrida presidencial substituindo o expresidente Lula, impedido de participar e tendo sido declarado ilegível do Tribunal Superior Eleitoral por causa da sua prisão provisória.

Portanto a situação é crítica e gravíssima. Nós estamos realmente muito preocupados não apenas por prestar nossa solidariedade ao povo brasileiro neste momento, mas também porque quando em um pais se violam descaradamente as legalidades , a forca do Direito se enfraquece em todas as partes do mundo.

Por isso que pedimos aos governos dos nossos países de fazer todo e qualquer esforço pelas vias diplomáticas e nas situações apropriadas para que no Brasil si retome o respeitos às leis.

Leave a Comment

Questo sito usa Akismet per ridurre lo spam. Scopri come i tuoi dati vengono elaborati.